Você já ouviu falar em hiperacusia?

Pessoas com hiperacusia têm dificuldade em tolerar os sons do dia-a-dia. Essas pessoas não ouvem melhor do que as demais, elas têm audição normal, porém são menos tolerantes a determinados sons. Pessoas nesta condição de sensibilidade extrema a sons acabam por se isolar de suas vidas sociais.

Pessoas com essa queixa se incomodam com sons de intensidade baixa a moderada que fazem parte do nosso dia a dia, como, por exemplo: água corrente, ventilador, telefone, etc.

A hiperacusia pode ser confirmada através de um teste que verifica o limiar de desconforto da pessoa. Esse teste é muito parecido com a audiometria, porém não tem como objetivo verificar o mínimo que a pessoa escuta e sim, o nível máximo de som que ela tolera.

As pessoas que têm hiperacusia têm a tendência em querer usar protetores ou fones com supressor de ruído, porém isso não é recomendado, já que o treinamento necessário nesses casos é orientar o paciente a, gradativamente, entrar em contato com esses sons ambientes. O treinamento para hiperacusia é lento, os efeitos podem ser observados por volta de dois meses e costuma ser definitivo.

A OMS estima que 30% da juventude mundial tenha risco de ter perda auditiva, zumbido e hiperacusia devido ao uso excessivo de smartphones, dispositivos de música, brinquedos barulhentos, idas constantes a locais com som alto e etc.

Fonte: 

× WhatsApp