A prevalência estimada de perda auditiva em pessoas acima dos 65 anos é de 30% e, nas pessoas acima dos 75 anos, 50%! A perda auditiva está associada, dentre outros fatores, ao isolamento social, depressão e limitações sociais e de mobilidade.

A osteoporose é uma enfermidade progressiva onde a estrutura óssea torna-se mais frágil. Essa enfermidade tem sido, em alguns estudos, associada à perda de audição. Porém o mecanismo que faz com isso aconteça ainda é muito complexo.

Muitas pessoas acreditam que o enfraquecimento ósseo leve, também, ao enfraquecimento dos ossículos da audição (martelo, bigorna e estribo)… porém estudos vêm mostrando que não é apenas isso.

Um estudo de Taiwan, publicado pelo Journal of Clinical Endocrinology & Meatabolism levantou os prontuários de mais de 10 mil cidadãos que haviam recebido diagnóstico de osteoporose e constatou que, em comparação com pessoas que não têm essa condição, a chance deles terem surdez era 76% maior. Os cientistas acreditam que, muito além dos ossículos, como nós imaginamos, são problemas cardiovasculares que ligariam a osteoporose à perda auditiva.

Fonte:
Significant association between osteoporosis and hearing loss: a systematic review and meta-analysis – Upala S et al, 2017 – Bras J Otorhinolaryngol
Hear-it.org
Saúde.abril.com.br

 

× WhatsApp